Linguas disponíveis

Utopia | Tipos de Usos
21823
page-template-default,page,page-id-21823,page-parent,page-child,parent-pageid-21727,qode-social-login-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,select-child-theme-ver-1.0.0,select-theme-ver-4.2,side_area_uncovered,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Tipos de Usos

Para analisarmos correctamente o impacto do uso escolhido para o edifício no processo de licenciamento, teremos de ter em linha de conta dois aspectos. O primeiro é a localização segundo a planta de ordenamento do território, isto é, teremos de verificar que usos estão previstos para aquele determinado local segundo o Plano Director Municipal da câmara respectiva. O segundo aspecto a ter em conta é a real compatibilidade do programa de usos que propomos com a respectiva legislação sectorial que regula a actividade que propomos. Verificados estes pressupostos teremos a certeza que o nosso pedido de licenciamento terá certamente sucesso pois é compatível com a legislação.

Habitação

O desenvolvimento dos programas de habitação são sempre oportunidades para os arquitectos reflectirem e inovarem sobre um tema não só simbólico como ancestral relativamente aos aspectos de funcionalidade, estética e relação com o lugar e a cultura da comunidade. Deste modo, a temática da Habitação acaba por ser também o espelho da situação social e económica em que se insere. Sabemos das rigorosas condições económicas actuais e gostamos de trabalhar com desafios.

Sobre Habitação

Turismo

O sector do Turismo é sem dúvida um dos programas em que o impacto positivo na economia mais se tem feito sentir. Este resultado não é senão fruto do potencial do território e da riqueza cultural e social presente em Portugal. Ao mesmo tempo consideramos justo referir que o investimento do estado em regular o sector em concordância com aquilo que são as directivas comunitárias tem também resultado numa maior exigência na qualidade dos investimentos realizados em cada hotel e num crescimento assinável do Turismo. Para nós arquitectos participar no desenvolvimento de hotéis cada vez melhor equipados, mais competitivos e de melhor desempenho e avaliação internacional é não só um orgulho como um desafio lançado para o futuro.

Sobre Turismo

Equipamentos

Os equipamentos públicos são espaços cuja utilização intensiva implica um elevado cuidado na concepção do mesmo. O uso frequente destes espaços implica a adopção de soluções robustas que permitam uma baixa manutenção. Equipamentos escolares como são o caso das creches, infantários, escolas, atelier de tempos livres entram dentro desta categoria. Também convém referir os equipamentos judiciais como tribunais e secções de proximidade, sedes da administração local entre outros.

Sobre Equipamentos

Lar de Idosos

As residências para idosos são programas altamente exigentes do ponto de vista legal e complexos do ponto de vista funcional. Exigem do arquitecto um pleno conhecimento da legislação e do funcionamento de um lar de idosos. Neste aspecto é essencial para além do conhecimento dos espaços necessários, o domínio da legislação de mobilidade que acaba por condicionar não só a capacidade instalada como todos os aspectos relacionados com a circulação dos idosos no interior e exterior de uma residência sénior.

Sobre Lares de Idosos

Saúde

Os programas destinados à saúde são projectos sempre sujeitos, entre outros, aos pareceres da delegação de saúde competente. Contudo pareceres de entidades como o Infarmed ou o Ministério da Saúde e a respectiva direcção regional de saúde poderão ser necessários conforme o uso específico e dimensão pretendida. Nesta categoria encontram-se os Hospitais, clínicas, hospitais veterinários, clínicas veterinárias, unidades de cuidados continuados, clínicas dentárias, farmácias, centros de terapia, centros de análise, entre outros.

Sobre Saúde

Serviços

Os espaços de serviços incluem todos os imóveis cuja utilização é efectuada através de actividades de escritório ou de carácter semelhante. Para além da Regulamentação Geral das Edificações Urbanas estamos condicionados por toda a legislação referente a espaços de trabalho e em particular às regras de higiene e segurança no trabalho. O espaço de trabalho é também uma oportunidade para aumentar a produtividade e nesse sentido, orgulha-nos o facto de já termos desenhados escritórios para as melhores empresas para trabalhar.

Sobre Serviços

Indústria

A actividade industrial é um processo altamente regulado e disponível para licenciamento apenas em determinadas zonas conforme o plano director municipal e de acordo com a edificabilidade prevista no seu próprio regulamento. Como tal a escolha criteriosa do local para implantar uma indústria é fulcral. É importante ainda referir que a existência de um alvará de utilização industrial para um determinado lote de terreno ou edificação não isenta o investidor do processo de licenciamento industrial conforme previsto pela legislação, no fundo, só se atesta da compatibilidade do uso que se venha a desenvolver naquele espaço. É importante ainda referir que pautamos o nosso trabalho na indústria pela busca constante de espaços qeu potenciem a produtividade, e a segurança no escrupuloso cumprimento de todas as boas práticas ambientais e de higiene e saúde no trabalho.

Sobre Indústria

Comércio

A actividade comercial é um programa altamente exigente e que implica um conhecimento rigoroso quer do enquadramento legal envolvido, quer de questões funcionais específicas de cada empresa, e por fim uma criteriosa compatibilização destes aspectos com uma boa estratégia comercial. A legislação actual com o programa licenciamento zero introduziu algumas vantagens na rapidez de instalação em casos particulares. Contudo o cumprimento integral da legislação é um factor chave para o sucesso.

Sobre Comércio

Restauração

O sector da restauração e bebidas possui em Portugal um enorme número de operadores maioritariamente compostas por empresas de micro e pequena dimensão. A competitividade é portanto extremamente forte e temos assistido a uma evolução bastante positiva do sector no que diz respeito à qualidade e profissionalismo do serviço bem como ao nível das estruturas e dos imóveis onde desenvolvem a actividade. No fundo isto só valoriza o trabalho dos arquitectos que se pretende cada vez mais exigente ao nível da qualidade, da funcionalidade e da contenção de custos. A diferenciação é também fulcral na hora de investir num espaço.

Sobre Restauração

Perguntas sobre como fazer um projeto funcional

Pode ler aqui as questões mais comuns colocadas aos nossos arquitectos sobre a importância de ajustar bem o pojecto às questões funcionais e o impacto dos vários usos no desenho.

COMO FAZER UMA PROJECTO FUNICONAR BEM?

Em primeiro lugar cada edifício deve aparentar a função que tem, isto é, uma habitação deverá parecer uma casa, uma fábrica deverá assemelhar-se a uma indústria, um hotel deverá remeter-nos para o Turismo, e por aí adiante. O conhecimento da legislação específica do uso e a regulamentação que se aplica ao terreno é também fundamental para adaptar bem o projecto ao local e ao objectivo do cliente.

QUANTO DEMORA UM LICENCIAMENTO DE UMA CASA OU OUTRO USO?

O projecto de licenciamento tem prazos definidos na nossa proposta de honorários e varia de acordo com a dimensão e complexidade do programa. O licenciamento da Câmara decorre segundo os przos máximos legais previstos na legislação existente e variam consoante o número de entidades a consultar. Para ter a informação precisa para o seu caso específico fale com um aruitecto da Utopia, pois são preciamente os arquitectos os profissionais mais informados relativamente a esta questão.