Linguas disponíveis

Eficiência Energética - Utopia
21796
page-template-default,page,page-id-21796,page-child,parent-pageid-21793,ajax_fade,page_not_loaded,,select-child-theme-ver-1.0.0,select-theme-ver-3.8.1,side_area_uncovered,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Eficiencia Energética

Existe um manancial de estratégias disponíveis para introduzir num projecto de modo a tornar os consumos de energia mais reduzidos. Todas elas deverão ser consideradas e adaptadas a cada intervenção. Num grupo podemos distinguir todas as formas de consumir menos energia. Noutro grupo podemos aproveitar os modos de captar energia amiga do ambiente.

Como poupar energia?

Poupar energia significa percorrer metade do caminho para a uma utilização mais eficiente de energia. Gastar menos significa ter de produzir menos e consequentemente permite-nos intervir menos no meio ambiente e respeitar mais assim os ecossistemas.

Baixar os consumos de energia

Pode parecer um ovo de Colombo, mas efetivamente reduzir consumos pode ser algo bastante mais simples. Deveremos perguntar-nos se precisamos de manter a temperatura ambiente com o mesmo valor no Inverno ou no Verão. Ao mesmo tempo deveremos interrogar-nos. Muitas das vezes estes valores podem perfeitamente ser bastante mais afastados e isso será suficiente para baixar automaticamente os consumos relativos ao arrefecimento no verão e ao aquecimento no Inverno.

Aumentar o isolamento térmico

Grande parte dos edifícios podem ver a sua capacidade de reter temperatura reduzida dado a baixa capacidade de isolar a temperatura interior do exterior. Nesse caso a introdução de materiais como lã de rocha ou poliestireno, ou simplesmente uma caixa de ar nas paredes aumentará enormemente a capacidade de manter a temperatura num espaço.

Reduzir pontes térmicas

As pontes térmicas tratam-se de determinadas zonas do edifício em que o isolamento térmico não é contínuo e como tal temperatura do interior é mais influenciada pelo exterior do que nos outros locais. Estes pontos devem ser tratados e reduzidos.

Reaproveitar energia desperdiçada

A reutilização de ar climatizado ou o aproveitamento de águas sujas acaba por reduzir as necessidades de energia. Existem diversos sistemas para o efeito a introdução de qualquer um destes permitirá baixa o consumo de energia.

Aumentar a Iluminação Natural

Aumentar as entradas de luz nos sítios onde esta é bem vinda ou reconduzi-la para onde é necessário reduzirá a produção de energia necessária para iluminar e como tal, reduziremos os consumos energéticos.

Aumentar ventilação natural

Aumentar os processos de ventilação natural através de mecanismos como a ventilação transversal ou a utilização do movimento de ar quente ascendente permitirá reduzir todos os consumos energéticos resultantes dos equipamentos mecânicos necessários para efetuar a renovação de ar. Ventilar naturalmente e desligar um equipamento é poupar enormes quantidades de energia.

Como produzir energia amiga do ambiente?

Na realidade, produzir energia é algo que está bem próximo de nós e mais acessível do que muitos poderão pensar. Vários processos domésticos podem ser utilizados como fonte de energia alternativa aos processos mais convencionais e urbanos.

Geotermia

A geotermia é a capacidade de aproveitarmos a energia existente no diferencial de temperatura entre um determinado espaço e o interior da terra. Existem diversos equipamentos que fazem uso deste diferencial e o aplicam imediatamente na climatização de espaços.

Aerotermia

A aerotermia é no fundo idêntica, na exata medida em que tira proveito do diferencial térmico entre o ar exterior e um determinado espaço interior para produzir energia. Existem também bastantes equipamentos hoje que tiram partido deste conceito e aplicam esta energia diretamente na climatização.

Energia solar fotovoltaica

A produção de energia elétrica a partir da energia solar está patente nos painéis fotovoltaicos. Sempre que os consumos de energia sejam realizados durante o dia e sem necessidade de acumular a mesma, a introdução de painéis fotovoltaicos poderá ser considerada.

Energia solar para aquecimento de águas sanitárias

A energia solar está extremamente bem aproveitada em equipamentos que permitem acumular calor. Nesse sentido são raros os casos em que usar um termo-sifão para aquecimento de águas não se torna num importante passo para reduzir consumos de energia.

Energia solar passiva

A energia solar passiva é a capacidade que nós temos em aproveitar a radiação solar para aquecimento no inverno e aproveitar o sombreamento no verão. Este processo tem também de ser conseguido através do posicionamento correto dos vãos de acordo com a latitude e os pontos cardeais e com uma utilização madura dos mecanismos disponíveis para sombrear e fechar um edifício. A domótica pode também representar um importante papel neste sentido.

Energia eólica

A energia eólica poderá também ser utilizada para a produção de energia elétrica de modo extremamente eficiente. Existem determinados equipamentos disponíveis e mediante um estudo do local exato a sua rentabilidade pode de facto ser efetiva.

Energia hídrica

A capacidade de produção de energia através do aproveitamento das correntes de água subterrâneas ou é desenvolvida desde os tempos ancestrais para produção de energia mecânica. Hoje em dia a sua utilização para produção de energia elétrica é já acessível economicamente. Uma mini-hídrica deverá ser considerada sempre que o recurso estiver disponível e salvaguardada a legalidade da operação.

A biomassa

A produção de matéria orgânica combustível de forma sustentada não deverá ser olhada como potenciadora do aumento de co2 ou dos gases com efeito de estufa. Na realidade este processo se conjugado e em equilíbrio com os ecossistemas existentes poderá ser uma importante fonte de redução de consumos energéticos de eletricidade no aquecimento de uma habitação.

Perguntas sobre Eficiência Energética

Conheça nesta secção algumas das perguntas que mais recebemos sobre o tema da poupança de energia.

POSSO TER A MINHA CASA MAIS EFICIENTE?

Sem dúvida que sim. Mas os nossos arquitectos têm sempre de avaliar as medidas caso a caso. Um arquitecto que defenda a arquitectura sustentável sabe que nenhuma medida é repetível cegamente, caso contrário torna-se pouco eficiente.

POSSO OBTER ALTERNATIVAS DE CUSTO PARA DIFERENTES SISTEMAS DE AQUECIMENTO?

Claro que sim. É esse o acompanhamento que os nossos engenheiros e arquitectos dão em projecto de execução. Fale com um engenheiro ou arquitecto e verá as opções e custos de cada uma delas.