Linguas disponíveis

Inovação na Arquitetura

Para uma arquitetura mais arrojada no que diz respeito a respostas é necessário uma importante dose de investimento em conhecimento e em formação. Desse modo, só as respostas se tornam verdadeiramente inovadoras. Assim podemos dizer que efetivamente foram desenvolvidas com a certeza de que as soluções estavam testadas e correspondem de facto a uma mais-valia verdadeiramente importante. É assim que entendemos a inovação. Entendemos que é algo que é melhor em algum aspeto mas só o aplicamos se suficientemente testado para o efeito.

Conceito de Casa Passiva

O conceito de Casa Passiva ou Passive House tem-se tornado importante após a emissão de diretivas comunitárias que, entretanto, foram transpostas para as várias legislações nacionais. Assim, os certificados emitidos pelo Passive House Institute, são hoje referências ao nível da sustentabilidade e eficiência energégica dos edifícios de consumo de energia quase nulo (NZEB Near Zero Energy Buildings).

Mais sobre o Conceito de Casa Passiva

Habitação Social

A Habitação Social é um tema chave no quadro do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para as câmaras municipais em Portugal. Infelizmente, as soluções de projeto existentes não respondem à realidade dinâmica e diversificada dos vários municípios. Os nossos arquitetos e engenheiros produziram já uma vasta investigação no âmbito da habitação social e estão disponíveis para implementar projetos de arquitetura e engenharia de habitação social verdadeiramente eficiente e adaptada à realidade do nosso território.

Mais sobre Habitação Social

Eficiência Energética

A eficiência energética é um tema chave da atualidade na exata medida em que se torna ela própria um instrumento para atingir um mundo mais sustentável. Ser mais eficiente energeticamente é pupar recursos do planeta e aproveitar a energia disponível causando o mínimo impacto nos ecossistemas que nos envolvem. Deste modo todas as estratégias que nos permitam poupar energia são fulcrais e deverão ser introduzidas nos projetos pelos arquitetos sempre que ajustados à viabilidade financeira, à funcionalidade e ao património e espírito de cada lugar.

Mais sobre Eficiência Energética

Residências de estudantes e Coliving

Os novos modos de vida em comunidade estão a transformar não só a forma como fazemos negócios ou trabalhamos., mas também os imóveis dedicados a arrendamento para estudantes. Depois das inovações como o coworking ou trabalho partilhado eis que o coliving começa a ganhar expressão em muitas das nossas cidades. Os nossos arquitetos estão atentos e já têm trabalho desenvolvido no sector

Mais sobre Coliving e Residências

BIM – Building Information Modelling

A utilização dos mais inovadores processos de desenho como é o caso do BIM é um desígnio do nosso gabinete de arquitetura. O BIM consiste na classificação dos elementos construtivos no modelo tridimensional existente num suporte digital. O projeto em BIM apresenta várias vantagens em alguns casos e a sua aplicação é por vezes extremamente útil a vários níveis. Noutros casos uma abordagem mista entre o desenho tradicional e o projeto BIM pode ser mais eficiente.

Mais sobre o projecto BIM

Coronavírus e Arquitetura

A pandemia do Covid-19 causa enormes mudanças na sociedade e a arquitetura em geral e os arquitetos em particular não são exceção. Nesse sentido refletimos sobre as transformações que as doenças pandémicas fizeram ao longo da história nas nossas cidades e edifícios. Ao mesmo tempo mostramos como as boas práticas de projeto do passado são agora mais importantes que nunca. Tentamos também descrever os procedimentos que adotamos no gabinete e nas obras. Por último fazemos uma análise do impacto do coronavírus no mercado imobiliário.

Mais sobre Covid19 e Arquitetura

Light Steel Frame

O LSF – Ligh Steel Frame (estrutura de aço leve) é para o arquiteto um sistema construtivo que representa algumas mudanças na forma de projetar. Na nossa opinião é método de construção que deve ser usado de modo adequado aos objetivos pretendidos. Isto é, não se pode esperar do sistema a mesma resposta de uma construção tradicional e deve-se olhar para a pertinência das suas vantagens em projetos específicos. Em suma, nós gostamos de aplicar este sistema sempre que as suas vantagens se tornam fundamentais. Aplicamos o LSF quando o cliente pretende rapidez de execução, conforto térmico, baixa edificabilidade e um custo de construção médio.

Mais sobre Light Steel Frame

Dúvidas sobre Inovação

Leia nesta secção as dúvidas mais comuns que nos colocam sobre a temática da inovação na arquitetura e engenharia.

O arquiteto aconselha usar domótica ao construir uma habitação moderna contemporânea?

Depende do tipo de domótica que estamos a utilisar.

A domótica não sustentável

Existe domótica que apenas coloca uma motorização nos instrumentos mecânicos existentes numa habitação e que para além do ganho de conforto apenas representa um gasto energético supérfluo. Aí um arquiteto com consciência daquilo que representa a arquitetura sustentável apenas lhe aconselhará a não o fazer.

 

A domótica amiga do ambiente

Contudo existem algumas soluções no mercado que garantem que a atuação motorizada destes elementos mecânicos de uma habitação contemporânea pode ser utilizada de modo a utilizar a energia solar passiva e as horas em que utiliza os espaços. Ora os arquitetos sabem que aqui existe uma forte poupança energética e será aconselhado por um arquiteto da Utopia a utilizar este tipo de sistemas se possuir um orçamente suficiente para tal.

As novas tecnologias mudaram muito o trabalho do arquiteto?

Talvez se possa dizer que mudaram parte. Não o mais importante.

É certo que o arquiteto pode acompanhar a obra com fotografias digitais enviadas por e-mail, fazer simulações virtuais dos espaços, ou contactar o cliente ou construtor em tempo úti. Mas a capacidade de fazer um bom design, um bom projeto de arquitetura ou engenharia, nenhum computador pode fazer.

Para os engenheiros as novas tecnologias vieram mudar o trabalho?

É um pouco como os arquitetos. As ferramentas de cálculo economizaram tempo ao engenheiro, mas como acontece com o arquiteto, o engenheiro tem de organizar o processo de cálculo e acima de tudo, pensar bem e eficientemente os projetos de especialidades.