Linguas disponíveis

Escritório Xing Porto

A Arquitectura

O papel do arquitecto no desenho do projecto de arquitectura de um escritório para uma empresa de tecnologias de informação (IT company) é absolutamente determinante para a criação de um espaço que promova a criatividade a par com a produtividade. No projecto Xing Porto tivemos a oportunidade de desenvolver um trabalho que resulta de um intercâmbio de ideias profundo entre os projectistas e o cliente.
Localizado num antigo armazém de Matosinhos, procuramos desafiar quem usa os espaços, promover a criatividade, apoiar a produtividade, fomentar a flexibilidade, gerar conforto térmico ou acústico e apoiar a sustentabilidade ambiental. As empresas extraordinárias precisam de projectos arrojados que questionam estereótipos e se focam em fornecer o melhor espaço para trabalhar.

 

Criatividade

As paredes são todas percorridas com zonas para escrita. As infraestruturas fundamentais são visíveis. Gostamos de mostrar que o espaço de trabalho contemporâneo é um projeto em aberto onde cada colaborador pode contribuir. Criamos arquitetura para pessoas, não para revistas.

 

Produtividade

As premissas eram as de fazer um espaço que fosse capaz de incorporar em perfeito conforto 130 colaboradores. Foi necessário equipar uma recepção a visitantes com jogos, baloiço, casas de banho e acesso a cozinha, sala de reunião, sala de conferências e zona de servidor e segurança. A zona restante é de acesso condicionado e incorpora estações de trabalho em grupo, salas de reunião fechadas, cabines de vídeo conferência, zonas de reunião informal, e zonas de descanso nas coberturas. No logradouro surge também um espaço de recreio e descanso.

 

Flexibilidade

Tudo é pensado para ser adaptado. Os grupos de trabalho podem ser dois, quatro ou oito. O mobiliário como sofás ou mesas pode ser transportado com configurações distintas. A sala de conferências pode também ser sala de refeições. A zona de chá tanto funciona fechada como aberta. Nos espaços fechados podemos conversar ou trabalhar, reunir ou reflectir. Os corredores são também espaço de encontro para partilha de ideias. A arquitectura é moldável, é no fundo um suporte para usos flexíveis.

 

Eficiência Acústica

O conforto acústico é um compromisso que tomamos bem a sério. Através de soluções técnicas específicas reduzimos o ruído aéreo e de percussão ao mínimo, permitindo o conforto das equipas em open-space e o silêncio absoluto nas zonas de reunião.

 

Conforto térmico

Dimensionamos os equipamentos de climatização para reduzir o fluxo de ar ao mínimo e climatizar confortavelmente um volume de aproximadamente 10 000 m3 de ar.

 

Sustentabilidade

Temos um compromisso com a sustentabilidade. procuramos aumentar ao máximo a iluminação natural colocando os painéis acústicos de modo compatibilizado com as aberturas da cobertura, permitindo largas horas de poupança com o uso da iluminação natural a par com iluminação local na zona de trabalho.

 

Desafio

Acreditamos na importância de desafiar tudo e todos. Manter a curiosidade da infância a par com a responsabilidade e autonomia do colaborador é um desafio que gostamos de promover. Aproveitamos todas as coberturas dos espaços de reunião e videoconferência para oferecer espaços onde a liberdade é total para nos afastarmos do trabalho: dormir, descansar, ler, pensar.

 

Diversidade

Acreditamos na importância de dotar espaços com a possibilidade de incluir a diversidade de comportamentos e personalidades. Procuramos incluir tanto espaços abertos como zonas fechadas, gerar tanto locais luminosos como locais escuros, vistas de cima para baixo ou de baixo para cima, etc… No fundo, é a garantia que podemos incluir gerações distintas e perspetivas de vida diferentes, personalidades expansivas, recatadas, desportivas ou relaxadas, enfim, toda a diversidade que nos faz melhores.

Escritórios e sede de Empresa

Os nossos arquitectos foram contactados para desenhar os escritórios e espaços comuns da nova sede da empresa de construção Amenhyd com sede em Argel. A estratégia assentou em gerar um edifício funcional e exemplarmente eficiente. Ao mesmo tempo teria de fomentar o trabalho em equipa dos funcionários e colaboradores, o espírito de grupo e a responsabilidade de liderar um grupo de construção estratégico no mercado. Para tal o gabinete de arquitectura concebeu um pátio interno que engloba toda a circulação e demonstra a confiança e solidez do grupo a clientes e colaboradores. Do ponto de vista térmico fomenta a circulação de ar passivo e a climatização sem recurso a equipamentos mecânicos. Um edifício sede de uma empresa deve ser assim sempre um exemplo de sustentabilidade ambiental, eficiência, solidez e conforto.

Escritório Blip

O mundo das empresas digitais é de constante transformação e adaptação a novas realidades. Como resultado da aquisição da startup portuguesa Blip pela multinacional Betfair inicia-se um ambicioso processo de crescimento da empresa e mudança da sua sede no Porto.

O escritório da Blip no Porto

Era necessário que as novas instalações para os programadores fossem abertas, funcionais e promovessem o trabalho em equipa. Ao mesmo tempo os espaços de lazer tinham de acompanhar todos os programas de trabalho. Os prazos de construção eram apertados e o orçamento condicionado.

Os arquitectos

Os arquitetos da Utopia foram assim contactados para  implementar os novos escritórios da Blip onde se desenvolve o trabalho de programação e se garantem as máximas condições de conforto e produtividade para os colaboradores. Tivemos de desenvolver não só o projecto de arquitectura como as várias especialidades de engenharia: térmica, mecânica, ITED, águas e estabilidade. Ao mesmo tempo, e como consequência dos prazos apertados foi necessário efetuar um concurso de obra em tempo record bem como um acompanhamento de obra praticamente diário. Em resumo, acabamos por fazer a gestão de projecto. Ao mesmo tempo acabamos por fazer nascer uma equipa e um processo de trabalho que usaremos mais tarde em outros projectos para empresas de programação.

O Projecto de arquitectura

O projecto de arquitectura procura sobretudo promover a criatividade dos engenheiros informáticos. A maior parte da área usada é utilizada em espaços de uso informal, social e lúdico. Uma parte considerável está na zona de formação e laboratório e uma outra destinada ao trabalho de programação propriamente dito. Os resultados estão à vista e no ano imediatamente após a construção a empresa foi considerada a 4ª melhor empresa para trabalhar em Portugal.

Os escritórios da Blip no Porto tornaram-se assim um caso de estudo de arquitetura dentro dos escritórios para as empresas IT ( tecnologias de informação).